Ação-Instalação- Galeria FAAL

"Nada permaneceu, apenas nossos braços"

Ação-Instalação "Nada permaneceu, apenas nossos braços".
FAAL Facultad de Artes de Limeira SP A. 
Fotografia: Caio Gusmão Ferrerr
Duração: 3 dias, 8 horas por dia. 30-31\05 e 01\06\2016
Gestão: Lea Moraes e Flávia Fábio

A partir de uma frase do livro "As Veias Abertas da América Latina", de Eduardo Galeano, é que este projeto de ação-instalação é desenvolvido, é uma forma de refletir sobre o presente e suas transformações, como Galeano diz, é América Latina, a região de veias abertas e, portanto, todas as suas histórias que entre cruzam e se refletem, são reconhecidas como parte de uma cultura antiga, e que se reverbera neste momento mais viva do que nunca.
Frase escrita no chão: "Temos tudo proibido, menos cruzar os braços? A pobreza não está escrita nas estrelas; subdesenvolvimento não é o fruto de um plano escuro de Deus ".

Acción-Instalación
"Nada quedo, sólo nuestros brazos"
A partir de una frase del libro "las Venas abiertas de america latina" de Eduardo
Galeano, es que se desarrolla este proyecto Acción-Instalación,
con el fin de reflexionar sobre la actualidad y sus devenires, como lo dice Galeano, es americalatina, la region de la venas abiertas, y con ello todas sus historias, que se entrecuzan, se reflejan, se reconocen como parte de una cultura ancestral y que reververa en este momento mas viva que nunca.

Frase escrita sobre el piso: “Tenemos todo prohibido, salvo cruzarnos de brazos, La
pobreza no está escrita en los astros; el subdesarrollo no es el fruto de un oscuro
designio de Dios.”